top of page
  • Foto do escritorAlpgrem

Cuidados de Condomínios com Bloquinhos de Carnaval

Bloquinhos, trio elétrico, fantasias, música e bebida alegram os foliões, porém podem ser uma dor de cabeça para o síndico do condomínio.

Locação Airbnb - Administradora Condomínio
Bloquinhos de Carnaval e Condomínios

Os quatro dias de Carnaval, estão entre os mais aguardados do ano, por muito brasileiros. Porém as festas que acontecem do lado de fora do condomínio, como os cada vez maiores bloquinhos de rua, podem trazer muita dor de cabeça a síndicos, zeladores e condôminos.


O síndico deve se preocupar com a segurança e a limpeza do condomínio, pois ambas acabam sendo prejudicadas nesta época. Além disso, muitos moradores estendem as comemorações para dentro do condomínio. O “esquenta” antes de sair de casa e o “after” depois do bloquinho de rua, tiram o sossego dos demais condôminos, e por consequência do síndico também.


Pensando nisso, preparamos algumas orientações para síndicos, zeladores e condôminos protegerem e zelar do seu condomínio durante o Carnaval. Seguem abaixo alguns dos principais problemas enfrentados em condomínios nesta época do ano:


Barulho:

- Caso um bloquinho de rua passe próximo ao seu condomínio, alguns moradores podem se incomodar com alto volume das músicas dos trios elétricos ou carros de som;

- Encontros e festas dentro do condomínio, tanto nas áreas comuns como dentro das unidades autônomas, também podem causar incômodo, por conta do barulho.


Sujeira:

- Bloquinhos de rua geralmente deixam um rastro de lixo acumulado em calçadas e jardins;

- Foliões podem usar os bloquinhos como justificativa para urinar nos muros e jardins de edifícios, deixando um mau cheiro de em frente aos condomínios;

- Os próprios moradores podem causar sujeira no interior do condomínio, com glitter, espuma de spray confetes e serpentinas espalhados pela área comum.


Má Conduta:

- O consumo exagerado de bebidas alcoólicas, por parte de moradores e visitantes, pode gerar desrespeito às regras e vandalismo dentro do condomínio;

- A bebida também pode causar dor de cabeça para o síndico e zelador, ao esquentar os ânimos e gerar confusões entre os condôminos.


Segurança:

- Muitos moradores do condomínio aproveitam o Carnaval para viajar, deixando seus apartamentos/casas vazios e mais vulneráveis, e os criminosos podem tentar se aproveitar disso;

- Alguns criminosos podem utilizar fantasias, como um facilitador, para acessar condomínios com um fraco controle de acesso;

- As aglomerações de foliões ao redor do edifício, e principalmente em frete aos portões de veículos e pedestres, prejudica o controle de acesso da portaria do condomínio, exigindo atenção redobrada de porteiros e seguranças;

- Como todo período de festas, o Carnaval aumenta o fluxo de visitantes dentro dos condomínios, por conta de encontros e confraternizações nos apartamentos/casas ou salão de festas;

- Durante os dias de Carnaval, as entregas de delivery de comida na portaria do edifício, também podem aumentar, e se o processo de recebimento não for bem executado, o porteiro pode se atrapalhar e deixar de lado a segurança do condomínio.



O que o síndico pode e deve fazer para evitar problemas durante o Carnaval?


É fundamental reforçar as normas de segurança, aos porteiros e vigilantes do condomínio, e salientar os riscos que as festas de Carnaval podem trazer. Os controladores de acesso precisam redobrar a atenção na portaria, e ter firmeza com moradores, visitantes e entregadores, quanto ao cumprimento rigoroso dos processos internos de segurança do condomínio. Se houver festa dentro do condomínio, o morador deve enviar uma lista de convidados, com antecedência à portaria.


Em condomínios ou associações de moradores em cidades de veraneio, o síndico/presidente deve avaliar se existe a necessidade de contratar vigilantes temporários durante o período de Carnaval. Este reforço pode fazer a diferença na segurança dos moradores e proprietários. Este reforço também pode ser importante em condomínios ou associações de moradores, onde as unidades autônomas são alugadas neste curto período de Carnaval, especialmente os permitem os alugueis por aplicativo.


Os funcionários responsáveis pela limpeza do condomínio, também devem ser orientados pelo síndico a redobrar o esforço, para manter limpas as áreas comuns e calçadas. O zelador ou gerente predial, também deve se precaver e assegurar que todos os equipamentos do condomínio estão em perfeito estado, especialmente os equipamentos de segurança como portões, interfones e câmeras.


O síndico também deve reforçar aos moradores, as normas do Regulamento Interno do condomínio, e principalmente ser rigoroso (advertências e multas) em casos de infrações cometidas neste período de Carnaval:


· Boa convivência entre os condôminos;

· Horário de silêncio;

· Abuso de barulho mesmo durante o dia;

· Má conduta dentro de piscinas, salão de festas e churrasqueiras;

· Sujeira na área comum;

· Vandalismo.


O síndico pode ir além, e informar os condôminos caso exista uma programação de bloquinhos de rua passarem próximos ou na frente do condomínio. Essa informação pode ser adquirida no site da Prefeitura. Se o condomínio estiver na rota de algum bloquinho, o síndico deve compartilhar os horários, para que os moradores possam se programar. Organizar uma festa de Carnaval, entre os condôminos, pode estreitar laços e aproximar vizinhos, melhorando a convivência dentro do condomínio.


Para as ocorrências do lado de fora como barulhos, algazarras e vandalismo em frente ao condomínio, o síndico ou os próprios condôminos, podem registrar denúncias de perturbação ao sossego junto aos órgãos competentes do seu município. Caso o condomínio tenha qualquer patrimônio danificado durante as folias de Carnaval, como portões janelas e jardins, o síndico deve requerer na justiça, o ressarcimento pelos prejuízos causados. Se o infrator for um morador ou visitante, cabem advertências e multas por descumprimento das normas internas do condomínio.


Em geral os condôminos devem respeitar normalmente as normas do condomínio, sem perder a tolerância com a festa que inevitavelmente irá acontecer, pois o Carnaval é um período muito aguardado em todo Brasil. Lembrando que qualquer desrespeito às normas do condomínio, seja por parte dos moradores ou visitantes, a unidade responsável está passível de advertência e multa. Há também uma grande preocupação com a segurança e a limpeza do condomínio, que sempre acabam sendo prejudicadas nesta época.



21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page