top of page
  • Foto do escritorAlpgrem

Vantagens e Desvantagens de Minimercados em Condomínios

Atualizado: 22 de nov. de 2022

Os minimercados trazem praticidade aos moradores e o condomínio recebe um percentual sobre os lucros da empresa administradora da loja.

Locação Airbnb - Administradora Condomínio
Minimercados em Condomínios

Imagine um síndico que proporciona aos moradores do seu condomínio, entrar no mercado, escolher seus produtos e ir embora sem esperar na fila do caixa ou com a demora das maquininhas de cartão. Como o crescimento do home office e das vendas online, os consumidores estão cada vez mais acostumados a não precisar sair de casa para adquirir aquilo que precisam ou desejam. Essa nova cultura dos Brasileiros também influenciou empresas, que identificaram nos condomínios uma oportunidade de minimercados físicos, onde o condômino escolhe a mercadoria e realiza o pagamento, sem a necessidade de um atendente no local.


Durante a pandemia, as implantações de minimercados dentro dos condomínios foram ainda mais aceleradas. Os minimercados se expandiram em condomínios de todos os tamanhos e padrões, pois além de oferecer toda a comodidade, também ofereciam aos moradores a possibilidade de menor exposição ao vírus e às aglomerações em grandes supermercados lotados.


Em geral, o minimercado fica localizado em algum ambiente fechado na área comum do condomínio, funciona 24 horas por dia, e disponibiliza alimentos perecíveis e não perecíveis, bebidas, pães, lanches, doces, itens de higiene pessoal e materiais de limpeza, entre outros. Caso sejam fornecidas bebidas alcoólicas, estas devem ser protegidas com travas de segurança, limitando o seu acesso apenas para os condôminos maiores de 18 anos.


O processo de compra é simples e fácil com terminais/caixas de autoatendimento. Para pagamento, o condômino pode escolher se prefere utilizar seu cartão (débito ou crédito) ou benefício do tipo vale alimentação. O pagamento via PIX, também tem sido aceito para ampliar o leque de opções. Com isso os condôminos podem dar adeus às filas e as idas ao supermercado para compras rápidas.


Ideal para compras menores, o tamanho do minimercado e a variedade de produtos disponíveis, vai depender do espaço disponível no edifício e da necessidade dos moradores do condomínio. O abastecimento das prateleiras e refrigeradores é realizado pela própria empresa administradora do minimercado. Ela é responsável por estudar a necessidade de cada condomínio, de maneira inteligente e de acordo com o comportamento de consumo apresentado pelos moradores, e programar reabastecimentos diariamente, sob demanda ou no mínimo duas vezes por semana.


Os síndicos mais experientes sabem que toda mudança dentro do condomínio é preocupante, e pode gerar dor de cabeça ao seu gestor. Para o síndico ou administrador que teme por problemas gerados pela existência de um minimercado dentro de seu condomínio, vale ressaltar que o que tem sido visto é um grande respeito às regras de utilização. Câmeras de vigilância são instaladas em locais estratégicos, e auxiliam na segurança e controle do que se passa dentro da loja. Os casos de furto ou depredação são extremamente raros, e quando eventualmente ocorrem, as empresas administradoras dos minimercados possuem meios de identificar os infratores coibir as futuras práticas ilícitas.


É importante ressaltar que a implantação de um minimercado exige uma certa infraestrutura por parte do condomínio. Será necessário dispor de uma área de metragem considerável, de fácil acesso, com fornecimento de energia elétrica, tomadas e internet, para sustentar as câmeras de segurança e os equipamentos de pagamento automático. Em geral, a montagem da loja é realizada por conta da empresa administradora do minimercado, sem custo para o condomínio. A implantação da loja e toda a sua infraestrutura pode levar de 10 a 20 dias, após a assinatura do contrato. Para a inauguração da loja, o síndico pode se unir à administradora do minimercado, para notificar os moradores e organizar uma degustação com brindes e descontos.


O síndico deve exigir que a empresa administradora do minimercado, se comprometa a passar por fiscalização da vigilância sanitária e fiscais visitando a loja periodicamente, para controlar e garantir que os produtos oferecidos aos condôminos sempre estejam em perfeitas condições para o consumo. O contrato do condomínio com a administradora do minimercado, precisa incluir uma manutenção periódica das instalações da loja, além de chamados e visitas técnicas emergenciais sem custo adicional.


Um percentual do lucro obtido pela empresa administradora do minimercado, pode ser repassado para o condomínio. Normalmente o retorno financeiro para o condomínio fica entre 2% e 6% das vendas do minimercado. Toda a operação é de responsabilidade da própria administradora do minimercado.


Apesar de todos os benefícios mencionados acima, os minimercados em condomínios têm uma grande desvantagem: o Preço. Toda a praticidade e comodidade oferecidas refletem nos preços dos produtos, que em sua maioria, são consideravelmente mais caros que nos tradicionais supermercados. Ainda assim, muitos condôminos jugam valer a pena esta relação de custo e benefício, e são consumidores regulares do minimercado do seu condomínio.


Havendo interesse do condomínio, é necessário que o síndico convoque uma assembleia geral para deliberar sobre o assunto. O síndico ou administrador deve coletar propostas, conhecer as empresas e apresentá-las para a escolha dos condôminos. Está assembleia geral deve ser convocada com item especifico para a deliberação e aprovação da destinação da área comum, e o local que será utilizado para a instalação do minimercado. Antes de cogitar a implantação, o síndico ou administrador deve se assegurar de que o minimercado não fere o que está disposto na convenção e no regulamento interno do condomínio, ou estes documentos precisaram passar por alteração aprovada com quórum específico.


Além de oferecer comodidade aos moradores do condomínio, hoje um minimercado é um atrativo a mais para novos compradores de unidades autônomas. Portanto a implantação de um minimercado pode e deve valorizar o imóvel de todos os condôminos.


Os minimercados em condomínios são de fácil acesso, além de oferecer agilidade e praticidade aos moradores. Neles o condômino escolhe o que deseja de forma simples e rápida, e efetua o pagamento conforme instruções, que pode ser por cartão de débito, crédito, vale alimentação e PIX, conforme o sistema permitir. Os minimercados são sinônimo de conveniência e qualidade, através de produtos variados e autoatendimento, para o condomínio onde você mora.



2.641 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

留言


bottom of page